Fugindo um pouco do assunto…

Olá pessoal, tudo bem?

Nãaao, não estou fugindo da dieta hahaha To entre trancos e barrancos como sempre mas bem melhor que antes.

MAS, hj vim postar algo diferente. Sei que o foco do blog é sobre minha saga do emagrecimento, porém, fiquei com vontade de postar sobre algo diferente.

Eu, por mais uma vez, estou passando por, digamos, “problemas no coraçaozinho”. Não estou tendo um infarto (desculpem, preferiria o infarto). Enfim, tomei mais um baque da vida.

Então, como qualquer pessoa normal faz, fui afogar minhas magoas… filmes.

Tem um filme que eu assisti a pouco tempo. Ele é meio velho, não tanto, mas eu nunca tinha assistido chamado 500 dias com ela (eu não me lembro do nome em inglês, não importa). Me identifiquei com ele desde o início e hoje, devido as circunstâncias, eu assisti ele novamente.

 

figura_7-620x348

Choro litros todas as vezes que assisto. Me vejo no Tom. Sou daquelas garotas que, cresceu vendo Contos de Fadas quando criança. Ouvia Love of My Life do Queen, ou Nothing Gonna Change My Love For You (que eu escutava over, and over, and over again) quando era adolescente. Que, depois que começou a frequentar igreja ouviu sobre “orar para achar a pessoa certa” (por favor, não é só isso que aprendi e aprendo por lá).

Por toda minha vida, até aqui, sempre gostava de alguém e criava todo um sonho em cima disso. A cada oi, a cada olhada para a pessoa eu imaginava a gente andando pelo parque de mãos dadas, se casando, tendo filhos, levando eles na escola, a gente velhinho na nossa casa… Esses clichês maleditos que eu sempre vi…Mas, nunca deu certo.

Essa última foi a que mais doeu até agora. Tipo, acho que, assim como no filme, se eu fosse a Nancy e tomasse 7 facadas, não doeria tanto. Entretanto, estou, a cá, viva, escrevendo, pq acredito que, no além não exista internet hahahahahaha.

“…Essa não é uma história de amor”.

Sei que, muitos são assim como eu, ou como o Tom. Que foi “bombardeado” desde a infância por toda essa falácia de que, encontrar o amor é a coisa mais importante das nossas vidas e de que nunca seremos felizes até o dia que encontraremos o(a) “the one”. Além disso, nossa sociedade tem a mania estupida de cobrar isso, ainda mais quando vc já está com uma certa idade em que a maioria dos seus amigos ou conhecidos já estão casados.

Eu sofri e sofro por isso. Mas eu, como boa cristã, acredito que nada é em vão. Quero só deixar o que aprendi com tudo isso e sei que, isso não será o fim, eu ainda vou aprender muito, se ferrar muito ainda nessa vida…

Primeiro: Ser feliz vai além disso. Aprenda a ser feliz consigo mesmo. Seja completo e assim que vc achar a pessoa certa, vc vai transbordar.

Segundo: se atente aos sinais. A gente sempre vê oq queremos, mas temos que ver com os olhos da razão. Se não deu certo ainda, é pq não é para dar certo. Não deixe isso durar muito tempo. Abre a porcaria dos olhos. Se a maioria está falando o contrário do que vc sente, é pq eles estão certos.

Terceiro: NÃO CRIE EXPECTATIVAAAAAAS! Vc gosta da pessoa? Vc “acha” que ela é a pessoa certa mas ainda não são nada? NÃAAO FANTASIE NAAADA AINDA. Pense em outra coisa, tipo, vai assistir videos de gatinhos fofos na internet. Como diz a frase “mente vazia, oficina do diabo”. Preencha ela com outra coisa se não vc vai começar a criar minhocas na cabeça e elas virarão cobras, e depois se não der certo vc vai se frustrar. E assim como eu, vai preferir tomar uma facada…

Quarto: A pessoa não te quis? A não ser que vc a ameaçou e ela te denunciou, o problema não é vc. Não pense em mudar algo em vc, seja vc mesmo. Quando vc “muda” para agradar alguém, vc está sendo ator. A não ser que vc seja um “otimoooo ator” e tenha ganhado um Oscar, vc não vai conseguir permanecer nesse papel por muito tempo. A beleza pode acabar, mas quem vc é vai durar até o fim da sua vida. Queira alguém que goste de vc como vc é, sem mascaras. E outra: a pessoa as vezes, só está sendo simpática, ELA NÃO TE QUER ASSIM COMO VC ACHA QUE ELA QUER, VAI POR MIM.

blogger-image-460970904

E por último: NÃO EXISTEEEE ESSA DE HISTÓRIA DE AMOR PLENAMENTE FELIZ! A realidade é OUTRA, assim como o filme e a imagem que eu compartilhei. A REALIDADE É CRUEL E TOTALMENTE DIFERENTE DE QUALQUER EXPECTATIVA.

Desculpem o texto grandão. Eu posso ter falado, e falado, não dito nada com nada. Eu não sou nenhuma escritora, nem jornalista. Só sou alguém que quis compartilhar algo. Não estou dizendo com o texto que, eu não acredito mais no amor. Eu acredito, mas não da forma como dizem nos filmes ou musicas ou contos da carochinha. Acredito que ele não é assim, como eu imagino na minha cabeça…

Eu realmente não sei oq será daqui para frente. Não posso prometer nada. Não sei nem se vou estar viva amanhã, mas de uma coisa eu sei: esperoooo realmente que dessaaa vez eu aprendaaa. E se eu não aprender, um dia eu aprendo.

coxinha

“As vezes a pessoa nem está afim de vc, ela só quer que você pague uma coxinha para ela”

Ah e mais um lembrete para mim mesma (e para quem for ler) : NUNCA MAIS FANTASIE, FINAIS FELIZES DE FILMES SÓ ACONTECEM LÁ. Amém.

Beijos. Flw vlw.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s